segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Um momento só para vocês

by Ingrid


Toda noite, após o dia de trabalho, meu marido e eu jantamos juntos. Geralmente eu mesma cozinho, meu marido coloca a mesa, nos sentamos, damos as mãos, agradecemos em oração e comemos.

Não abrimos mão de ter uma refeição juntos. É o momento em que podemos conversar, compartilhar as experiências do dia, passar tempo na companhia do outro, simplesmente conversando e nos conhecendo mais, tendo a atenção voltada para nós mesmos, sem permitir que nada atrapalhe (televisão, celular etc.).

Criamos este hábito e o tornamos parte da nossa rotina. Para que? Para lembrarmos a nós mesmos que somos um casal, uma família, que fazemos mais do que apenas compartilhar uma refeição; compartilhamos a vida, tristezas, alegrias e também as coisas mais comuns e triviais. Queremos deixar nítido que nos importamos um com o outro.

Ninguém nega que a família seja importante. Na teoria está claro. A prática, no entanto, é que costuma ser nossa inimiga (ou seríamos nós que temos problemas com ela?). É como saber que ter uma alimentação balanceada é importante, mas só cozinhar massas e se empanturrar com todos os doces da festa. É como saber que exercícios físicos diários são importantes, mas chegar em casa, se afundar no sofá e ver televisão. Na maior parte das vezes, estamos certos quanto ao que deveria ser o mais importante na nossa vida, e a nossa teoria está bem certa. Porém, nós somos o que nós fazemos. As nossas atitudes revelam o que realmente é importante para nós. As nossas decisões diárias é que mostram aos outros o que realmente é a nossa prioridade. Não importa o quanto você esteja convicto de que fazer exercícios é importante, não importa o quanto de aparelhagem exista na sua casa, não importa o quanto você aconselhe outros a correr 30 minutos diariamente, as suas ações é que mostram se você é um esportista ou um entusiasta. Para tudo aquilo que nos é importante, encontra-se tempo, dedica-se tempo, investe-se, existe uma entrega. É nítido para os outros. E o que será que os outros enxergam como prioridade na sua vida? A novela do horário nobre? Seu time de futebol? Os seus amigos de bar? Talvez seja o seu trabalho? Ou seriam os seus hobbies?

Por mais que existam muitas coisas importantes na sua vida e que, de fato, mereçam a sua atenção, o seu cônjuge deveria ocupar posição proeminente na sua lista de prioridades nesta vida. O seu cônjuge deveria ser o que existe de mais precioso na sua vida. O seu cônjuge deveria vir antes do seu trabalho, dos seus passatempos e, até mesmo, antes dos seus filhos. O casamento é uma união tão forte e sagrada, apesar do que parece apregoar a sociedade atual, que não existem mais duas pessoas. Vocês são um. (Entendeu o nome do blog?). Não existe outro relacionamento como o casamento. Cuidar do seu cônjuge é cuidar de si mesmo. Dar prioridade ao seu cônjuge é investir no seu casamento.

Dar prioridade não significa prover tudo o que a pessoa precisar, não deixar faltar nada ou dar presente em todas as festividades existentes. Apesar de também ser um pouco disso, dar prioridade é, acima de tudo, dar de você mesmo àquela pessoa. É oferecer aquilo que é irrecuperável: o seu tempo.

Agora, vamos definir esse tempo como tempo de qualidade. Não é qualquer tempo. Tempo de qualidade não é assistir um filme toda semana juntinho com o seu amor; não é tomar o café da manhã todo dia enquanto cada um lê o seu jornal ou navega no facebook; não é a saída regular com o seu amor e seus amigos; não é ir apenas jantar fora e ficar falando sobre os seus filhos ou o trabalho, embora esses sejam temas relevantes. Tempo de qualidade é mais do que isso. Não inclui uma televisão, celular ou qualquer outra pessoa. Tempo de qualidade é você, seu cônjuge e, no máximo, a lua como companhia! É ter um momento só de vocês. Um momento para a troca de experiências, para o se conhecer mais, para o crescer em intimidade, para a conversa saudável, para abrir o coração e deixar o outro entrar, cada vez mais. É ter o foco no outro. É criar empatia. E a partir daí, criarem os seus códigos, serem mais unidos, terem o relacionamento fortalecido para os momentos futuros de provação. Tempo de qualidade é conversar sobre vocês e descobrir alguma coisa sobre aquela pessoa que você ainda não sabia, mesmo que 30 anos de casados já tenham se passado.

Poucas coisas são tão tristes do que notar um casal sem intimidade. E, sim! É nítido para todos ao redor. Casais que vivem há 10, 15 ou 20 anos juntos e estão em um casamento superficial. Não fomos feitos para ter um relacionamento superficial com o nosso marido ou esposa. Não fomos feitos para manter reservas ou segredos. Fomos chamados para termos relacionamentos plenos, fundados na intimidade.

E criar intimidade leva tempo. Desenvolver um relacionamento profundo demora. Bons hábitos dão trabalho. Porém, da mesma forma que, daqui a dez anos, você perceberá a diferença entre ter praticado exercícios diariamente ou ter passado uma vida no sofá, você verá que com a vida a dois não é diferente. A dedicação diária de tempo talvez seja um dos pontos decisivos entre ter um casamento medíocre e debilitado ou intenso e vigoroso ao passo das décadas.

Seja o que for que você decida fazer: jantar juntos, sentar na varanda à noite, dar uma caminhada no parque, faça! E faça diariamente. Faça disso um hábito. Crie uma rotina. Esforce-se, invista e dedique-se. Melhor do que ter um corpo malhado daqui dez anos, será ter um casamento escultural. Será descobrir como é bom ter intimidade. Será perceber que vocês são referência para outras pessoas.

Quer saber um dos segredos de um casamento feliz? Está bem aqui: esforço diário.

A teoria é essa. Agora, coloque em prática!

36 comentários:

  1. Muito bom!! Super importante, Ingrid!! Obrigada por compartilhar! Acho que isso às vezes leva tempo no começo, acertando, errando, encontrando o que dá certo, o que não dá certo, e também levando a sério esses momentos! Por exemplo, a gente nem sempre se toca que o celular pode ser uma distração mesmo nessas horas. Mas vale a pena corre atrás disso. O Pr. Mark Driscoll fala muito de ter um "date night" fixo e mantê-lo religiosamente. Acho que é uma boa ideia!

    Além disso, acho que é bom também ver, nós recém-casados, como podemos servir aos casais mais velhos que tem crianças e não conseguem ter esse tempinho juntos! Oferecer para cuidar das crianças de vez em quando para dar-lhes essa oportunidade! que tal?! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, no começo quando os códigos e a rotina do casal ainda estão sendo formados, leva um tempo para o ajuste. Mas quanto antes começar, melhor! No início exige um esforço, mas depois se torna um hábito. E com o passar dos anos, vai ficando mais fácil de manter uma rotina assim.

      Achei a ideia de servir aos casais com filhos excelente, Drika! E enquanto servimos ao próximo, treinamos para cuidar juntos dos futuros filhos!

      Ah, e pelo visto você também leu Real Marriage do Driscoll, estou certa? rs

      Excluir
    2. Haha! Ainda não li! Mas ele fala isso direto!! Estou assistindo a série de pregações dele baseada no livro! muito muito muito bom. Aliás, assim que conseguir tempinho para legendar, vou tentar postar aqui uns links.

      Excluir
  2. Parabéns pelo artigo! A importância desse momento a dois não pode ser enfatizada suficientemente. =D

    ResponderExcluir
  3. Ótimo, parabéns Ingrid. O blog está cada vez mais convidativo!
    Seu post me lembrou uma música: ♫ a gente pode acordar de manhã e viver uma vida bem diferente. seguir em frente e olhar para Cristo é esquecer-se das coisas que ficam pra traz. Ele promete renovar as forças daquele que Nele esperar, e assim voar como águias, correr e não se fadigar. SÓ QUANDO JESUS ENTRA NA HISTÓRIA DA ROTINA, COISAS VELHAS SE TONAM NOVAS Á CADA MANHA.. ♪ Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. curti demais a música!! de fato, se Cristo não estiver no centro, não adianta criar hábitos, porque serão somente uma superficialidade.

      Excluir
    2. Oi Thai! Adorei o diálogo entre o texto e a música. Embora eu não tenha escrito nitidamente sobre o papel que Cristo tem na rotina, e essa foi a intenção mesmo, é por causa dele que temos a possibilidade de uma nova chance diária e tentar modificar velhos hábitos ou substituí-los!
      Obrigada pelo incentivo!
      Beijos!

      Excluir
  4. É por essas e outras que eu admiro e creio na indissolubilidade do casamento. É impossível 1+1=1 ser dividido! :)

    Lindo blog. Apreciando e compartilhando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, unidos venceremos, hehe! Obrigada! :) Beijinhos

      Excluir
    2. Anna! Brigada por compartilhar! Que bom que gostou do nosso blog! Apareça sempre que puder! Beijos!

      Excluir
  5. Amei!!!!!!!!!!!!! Excelente!!!! Concordo plenamente e quero a cada dia crescer nesse sentido com o meu querido esposo!!! Que Deus nos dê a graça que precisamos para decidirmos o que é o melhor todos os dias. Bjsssss!!
    Já virei fã do blog!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Haha, aguardaremos seus comentários nos próximos posts então!! :) Muito obrigada!

      Excluir
    2. Oiiii! Que legal! Que Deus ajude você e seu marido a colocarem essa rotina em prática! Obrigada pela visita!

      Excluir
  6. Gostei muito do post. Já havia conversado com Maurício sobre este hábito de vocês, e ouvir (ler) de você foi bem legal também. Obrigado por compartilhar isso.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awww... esses homens conversando sobre casamento! São uns fofos mesmo! :D

      Excluir
    2. Desse jeito o pessoal vai achar que estamos dando umas indiretas por aqui!

      Excluir
  7. gostei demais, como pessoa q deseja casar em breve é muito ouvir esses relatos, compartilhar experiências e buscar bons exemplos! Parabens pra minha cunhadinha mais linda de todas!!!rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc leu e gostou, Moni! Espero que em breve vc possa colocar tudo isso em prática! :D

      Excluir
  8. Respostas
    1. Oi, Telma! Obrigada pelo super elogio e pela visita!

      Excluir
  9. Adorei o blog e o texto! Precisamos mesmo estabelecer objetivos santos no nosso casamento! E o ponto de partida é a ideia (como o nome do blog!), de que NENHUM outro relacionamento na Bíblia é descrito como o casamento: uma só carne!
    Desde que nos casamos, há 23 anos, eu e Orebe decidimos que fazer o culto doméstico diariamente seria nossa prioridade. Coma chegada dos filhos, e a rotina cada vez mais louca em meio a 4 crianças, tivemos dificuldades algumas vezes. Mas SEMPRE voltávamos ao ponto: o culto doméstico era nossa prioridade! Ainda lutamos. Ainda fazemos o culto doméstico.
    A ideia de ajudar os casais com filhos é maravilhosa! Criamos nossos filhos longe de nossa família, e graças a irmãos da Igreja, podíamos namorar de vez em quando, pegar um cinema! Muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Simone! Eu admiro muito a determinação. Meu marido e eu estamos nos adaptando à vida de estudante casado e nem sempre conseguimos fazer devocional juntos, mas quando não fazemos, sentimos muita falta. É uma bênção poder buscar a Deus juntos!

      Haha, que bom que gostou da ideia! Acho que seria legal incentivar isso mais nas igrejas. E aprender com os casais mais experientes convivendo com eles é sempre uma boa ideia e super bíblico :)

      Excluir
    2. Oi, Simone! Que legal o seu comentário! É bom ver casais priorizando o que deve ser priorizado! E é bom tê-los como exemplos.
      Acho que o culto doméstico deveria ser o mais valorizado pelos casais cristãos. Embora a falta de tempo seja algo real, muitos casais apenas não desenvolveram o hábito mesmo. Então, ainda que tenham tempo, priorizarão outra coisa ao invés de se sentarem e lerem a Bíblia. Uma pena!
      Deus tem abençoado ao Maur e a mim nos dando a possibilidade de fazer as nossas devocionais diariamente, e tem sido maravilhoso! Claro, não temos 4 filhos (ainda)! Mas, ainda que alguns dias não seja possível, queremos estar focados nisso e fazer essa a nossa prioridade sempre.
      Obrigada pelo comentário! :*

      Excluir
  10. Parabéns Indy!! Vcs tem sido um exemplo de casamento feliz a ser seguido!! Concordo com tudo q vc escreveu e oro pra q Deus continue dando graça a vcs como casal e aos futuros casais tb!! Bjinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Dani! Que bom ler isso! Mas é só pela graça de Deus que isso é possível! Obrigada! Volte mais vezes ao nosso blog! Beijos!

      Excluir
  11. Indy, também quero te dar parabéns! O texto está muito bom, e profundo. Gostei de tudo, e de como você falou do tempo: oferecer aquilo que é irrecuperável.
    Que Deus continue abençoando você e o Maur! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hellen! Brigada pelo incentivo! Muitos beijos!

      Excluir
  12. Oi , minha linda norinha ! nunca tive a menor dúvida que você é a pessoa ideal pro meu filho , a cada dia fico mais feliz com essa união abençoada , adorei o modo como escreve das coisas do cotidiano de um jovem casal no comecinho do casamento , é um incentivo não só para as recém casadas , tb para as veteranas , parabéns pela iniciativa de vcs , virei fã do Blog , bj , até mais ......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida sogrinha, obrigada pelas palavras! Tenho que dizer que é muito bom poder ser um instrumento para tornar os dias do seu filho melhores! :D
      O objetivo do texto era justamente dar um incentivo a todas que passarem por aqui, sejam novas nessa vida ou já estejam caminhando há mais tempo pelo casamento. A verdade é que nenhuma de nós deixa de aprender em nenhum momento! E sempre podemos fazer as coisas melhor do que já fazemos!
      Volte sempre no blog! Beijos!!

      Excluir
  13. OI Drika!!!

    MUITO bom esse texto. Realmente, nós os casais novos de caminhada, e também aqueles que já percorrem essa caminhada do matrimônio há mais tempo, precisamos lutar para viver esse tempo de qualidade. Everton e eu temos lutado, desde o início do nosso casamento para ter esse momento diário, com conversas de qualidade. Até mesmo no nosso namoro procurávamos ter esse tempo, sempre que possível. É muito importante isso que você abordou sobre o que é ter tempo de qualidade. É o tempo onde consigo olhar nos olhos do meu marido e dar a ele toda atenção naquele momento. Realmente me doar por inteiro. Graças a Deus, temos tido experiências maravilhosas com esse tempo de qualidade. Como Deus tem nos feito crescer e amadurecer o nosso relacionamento vivendo isso.
    Não sei se você já leu o livro " As Cinco Linguagens do Amor". Há partes bem interessantes nele e entre elas um capítulo todo todo dedicado ao tempo de qualidade do casal.

    E posso dizer, por experiêcia própria, investir nesse tempo não tem preço. O resultado é maravilhoso.
    Bjos querida.

    Parabéns pelo blog!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sunamita! Esse livro do Gary Chapman é um dos melhores que já li. Importantíssimo! Todo casal deveria ler. Não só para conhecer mais o seu cônjuge e aperfeiçoar o relacionamento, mas para tornar-se consciente do porquê de suas próprias atitudes diante de algumas situações. Obrigada pela leitura e comentário!

      Excluir
  14. Lindo texto! Casamento é isso mesmo, exige dedicação, tempo, amor e paciência. Mas não tenho dúvida que Deus manifesta o seu amor por mim todos os dias por meio dessa experiência. Que Deus abençoe vocês!
    Beijos
    Fabi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabi! É bom estarmos conscientes do amor de Deus por nós ao analisarmos uma experiência em nossas vidas! Muda toda a nossa perspectiva! Obrigada pela leitura do texto!

      Excluir
  15. Gostei muito do texto, você escreve muito bem, e expõe bons pontos de vista. Muito edificante, e ótimo tanto para casadas quanto para as solteiras se prepararem para a vida de casada. Vou passar a acompanhar seu blog sempre. Parabéns! *-*

    ResponderExcluir